aulas de ingles online

Que o inglês é um baita diferencial na vida de qualquer profissional, isso a gente já sabe. O profissional que tem domínio do inglês não só transita no mercado de trabalho com muito mais propriedade e qualificação, como também aumenta suas chances de ganhar mais.

A grande notícia para os falantes da língua inglesa é que, com os avanços da tecnologia, já é perfeitamente possível vender o conhecimento da língua. Quem está disposto a compartilhar o que sabe com outros usuários da web poderá garantir grandes rendimentos, além de atuar de forma autônoma e ajudar quem ainda está dando os primeiros passos na língua inglesa.

Plataforma Preply

Se você está procurando por meios de ganhar dinheiro usando a língua inglesa, você pode, por exemplo, escolher dar aulas on-line.

Existem várias formas de fazer isso e, dentre elas, está a plataforma Preply, que chegou ao Brasil há 7 meses e já conquistou uma legião de alunos e professores do país e do mundo. Você só precisa se cadastrar como professor e as aulas serão agendadas e realizadas através do Skype, no conforto de sua casa. Você pode dar aulas de inglês – Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus e muitas outras cidades do país.

Depois de encontrar seus alunos, organize seu plano de aula e o material que utilizará durante as aulas. O pagamento é feito a cada aula e você pode ter quantos alunos achar conveniente.

Aulas presenciais

Você tem ainda a possibilidade de dar aulas em casa e a plataforma Preply também serve para esse propósito, visto que muitos estudantes procuram por professores de sua região para ter aulas presenciais. Outra opção é separar um cantinho de sua casa para formar uma classe de alunos e organizar o local para transmitir seus conhecimentos aos estudantes.

As escolas de idiomas são uma opção não muito conveniente para os alunos, visto que elas não oferecem horários muito flexíveis e ainda cobram por mensalidades, além das aulas serem realizadas poucas vezes na semana. No caso das aulas presenciais, o professor particular pode cobrar um pouco menos e o aluno também vai poder se beneficiar com as aulas, visto que poderá reagendá-las quando tiver que faltar, sem que isso comprometa seu progresso nos estudos.

Tradutor on-line

O trabalho de tradução on-line é um trabalho mais técnico e que exige um nível mais avançado da língua inglesa, uma vez que você estará traduzindo do inglês para sua língua materna.

Hoje, existem diversas empresas que estão procurando por tradutores freelancers e para ser um dos candidatos não é necessário ser formado em Letras ou ter experiência na área. Porém, os conhecimentos da língua serão mostrados através de vários testes internos da empresa e, se o candidato não conseguir atingir o nível esperado, diminuirá suas chances de ser selecionado.

Com o seu desenvolvimento na área, o profissional pode montar seu próprio negócio e investir na tradução de sites, descrição de produtos, livros, revistas e jornais. O mercado de tradução é um dos que mais crescem e, atualmente, está em busca de profissionais qualificados.

A crescente globalização da economia mundial e as privatizações que têm ocorrido na América Latina nos últimos anos são um alerta para que profissionais brasileiros e hispano-americanos de todas as áreas procurem adquirir o mais rápido possível a capacidade de comunicação em diferentes idiomas, principalmente inglês e espanhol.

Além do Mercosul, que já é uma realidade, temos ao longo de toda nossa fronteira um enorme mercado, tanto do ponto de vista comercial como cultural. Porém, esse mercado não fala o nosso idioma. Com a exceção de três pequenos enclaves não hispânicos no extremo norte do continente (a Guiana, o Suriname e a Guiana Francesa), todos os outros países desse mercado falam espanhol.

Mais além da América do Sul, temos a América Central e o México, onde também predomina o idioma espanhol. Se quisermos, portanto, interagir devidamente com esse gigantesco mercado, teremos que aprender a língua e cultura dos nossos vizinhos hispano-americanos em escolas de idiomas como este curso de espanhol em Brasília.

Uma das principais dificuldades que muitos brasileiros encontram em sua adaptação nos Estados Unidos ou em países Hispânicos é aprender inglês ou espanhol. A grande maioria vem com um conhecimento bastante precário da língua e tem dificuldades em se comunicar efetivamente por muito tempo. O domínio do idioma inglês ou espanhol é essencial para o sucesso do imigrante brasileiro nos Estados Unidos ou em outros países e por isso deve ser uma prioridade da lista de afazeres desses brasileiros.

“Mas para que o estudante possa ter um rendimento superior no aprendizado de outros idiomas, será preciso que ele entenda bem o idioma português, o seu idioma nativo, pois a maioria das estruturas gramaticais, verbos, substantivos, adjetivos, vocabulários de outros idiomas estão muito correlacionados entre si”, ensina uma coordenadora do curso de inglês em Manaus.

Presente, passado, futuro, pronomes eu, tu, ele, verbos amar, falar e etc. estão presentes em todos os idiomas de norte a sul, de leste a oeste. Quanto mais você dominar o idioma português, quanto mais você aprender a falar corretamente o seu idioma nativo, maiores serão as chances de você brilhar no aprendizado de outros idiomas como inglês e espanhol.

Muitas pessoas têm visitado o site em busca de palavras difíceis. Não sei ao certo qual o motivo, se é por puro conhecimento ou algum desejo de usá-las para parecer culto frente a algumas situações. De qualquer forma, uma rápida pesquisa em qualquer dicionário resolve o problema de quem quer saber o significado de qualquer palavra, por mais difícil que ela pareça.

Para ajudar, abaixo está uma lista com várias dessas palavras bastante incomuns do português e seus respectivos significados.

  • Admoesta – perdão, isenção, arrego, repreensão, reprimenda.
  • Alarido – confusão , algazarra , farra.
  • Alcunha – apelido.
  • Âmago – parte muito interior , cerne.
  • Ardiloso – manhoso , esperto.
  • Arroubo – entusiasmo , fervor , encanto.
  • Balbúrdia – baderna , bagunça , confusão.
  • Belicoso – que incita à guerra.
  • Besugo – pequeno peixe acantopterígio vulgar;
  • Curra – abuso sexual , esturo com a participação de várias pessoas.
  • Dilapidar – desperdiçar , estragar , destruir.
  • Dândi – que procura se vestir com elegância.
  • Engodar – mentir , enganar.
  • Fenecimento – fim , término.
  • Fugaz – passageiro , que passa rápido.
  • Fleumático – imperturbável.
  • Frugal – simples.
  • Homizio – refúgio, guarida, abrigo, esconderijo
  • Ígneo – próprio do fogo.
  • Ignóbil – sem caráter , vergonhoso.
  • ImplÍcito – escondido , não expresso , omisso.
  • Insolente – desaforado , desagradável.
  • Irrupção – entrada violenta , pancada forte.
  • Incólume – intacto.
  • Inócuo – inofensivo.
  • Jaez – tipo , categoria.
  • Janota – bem vestida.
  • Justapor – colocar perto.
  • Loquaz – falador.
  • Nódoa – sujeira , mancha. pode ser também a alcunha de uma pessoa de má fama.
  • Pachorrento – calmo , sereno , acomodado.
  • Pacóvio – imbecil , ignorante.
  • Parco – moderado , econômico , diminuto.
  • Pedante – nojento , exibido , audacioso.
  • Pederasta – gay.
  • Perdulário – que gasta mais.
  • Perene – que dura muito , imortal.
  • Permuta – troca , câmbio.
  • Pernóstico – pretensioso , esnobe.
  • Petiz – criança , adolescente.
  • Plissado – com rugas.
  • Perscrutar – vasculhar , procurar , revirar.
  • Pândego – feliz , alegre.
  • Pérfido – cruel , traidor , desgraçado.
  • Ruar – sair sem destino , andar à toa.
  • Recôndito – escondido, encoberto, secreto, oculto
  • Rubicundo – avermelhado.
  • Sumidade – personalidade importante , sábio.
  • Suscitar – fazer surgir , encorajar , provocar.
  • Tergiversar – desculpar-se.
  • Taciturno – calado.
  • Tênue – fraco , frágil.
  • Veneta – ataque , acesso de loucura.

E você? Conhece mais palavras difíceis e seus significados? Compartilhe conosco nos comentários!

Nesse quarto artigo da série de dicas de estudo, vamos abordar um tema crucial para sua organização: a programação das tarefas e do tempo que tomarão. Se você chegou agora, esta é a lista de posts já publicados:

  1. Você, a aula e o professor
  2. Preparando-se para a aula
  3. Organizando suas anotações
  4. Programando tarefas

Tenha total controle sobre seu tempo e suas tarefas

Durante a primeira ou segunda semana de aulas, você deve preparar uma espécie de linha do tempo para o período (bimestre, semestre, etc).

Escreva cada tarefa que for requisitada nessa linha do tempo (claro, uma agenda faz o mesmo trabalho, se você preferir) e tente prever o tempo que você levará para realizá-la. Assim você saberá se em um determinado fim de semana você precisaria de 70 horas para fazer os trabalhos para entregar na segunda-feira e pode fazer alguma coisa antes da última hora.

Não se esqueça da outra parte: a vida

É engraçado, mas muitas vezes estamos tão focados nos estudos que esquecemos do resto da vida. Para ficar organizado, marque em sua linha do tempo aquelas tarefas de lazer para as quais você sempre deverá reservar um tempo.

Além disso, também marque aquelas horas para relaxar. Se você sai com a família todo domingo, encontra seus amigos na praia aos sábados à tarde e vai para o cinema no sábado à noite, então você saberá que não terá tempo de fazer aquele trabalho monstruoso a não ser que comece agora.

Esteja pronto para o inesperado

Você pode achar que tem muito tempo para fazer tudo que precisa e que você pode, sem problemas, deixar tudo de lado por mais duas semanas. Mas é aí que você terá a chance de dar um workshop de música com seu professor favorito, ou quando sua vizinha vai oferecer uma grana extra para cuidar do filho dela, ou quando um milhão de coisas inesperadas podem acontecer. Esteja preparado!

Nesse terceiro artigo da série de dicas de estudo, vamos falar um pouco sobre como organizar suas anotações e aproveitar essa organização para melhorar seus estudos. Se você chegou agora, esta é a lista de posts já publicados:

  1. Você, a aula e o professor
  2. Preparando-se para a aula
  3. Organizando suas anotações
  4. Programando tarefas

Tome cuidado com suas anotações

Anotações bem organizadas, em ordem (de data, geralmente) e completas serão de grande ajuda quando chegar a hora de estudar para as provas.

Coloque a data de cada aula

Além de ajudar na hora de estudar, ter uma ordem cronológica é útil caso você perder alguma aula, pois você saberá exatamente qual a matéria faltante.

Escreva apenas em um lado da página

Imagine que depois de fazer anotações sobre vários tópicos, você descobre algo interessante sobre um deles que deve ser anotado. Se você usou uma ordem linear, utilizando ambos os lados da página com todos os assuntos, um depois do outro, você não terá espaço para fazer a nova anotação aí no meio. Ela acabará separada em outra folha.

Se, ao invés disso, você usar uma página por tópico/assunto, sempre haverá um espaço para novas informações.

Deixe uma margem larga

Ao escrever, deixe um espaço lateral de uns 4cm para que você possa fazer observações posteriores: acrescentar títulos ou subtítulos; colocar títulos de livros recomendados; recados para você mesmo do tipo “Perguntar ao professor”, “Por quê?”, “Quando?”, “Ler o texto da aula passada”, etc.

Use cores nas anotações da margem

Vermelho para aquilo que você precisa rever, azul para títulos e subtítulos, preto para referências ou outras coisas que você preferir. Caso você não tenha canetas coloridas, mude o jeito de escrever cada tipo de informação. Use MAIÚSCULAS, sublinhados, circule ou faça um quadrado ao redor do texto. O segredo é experimentar até descobrir um jeito que funcione para você.

Quer receber mais dicas de português e ainda meu livro
Como Escrever com Clareza?
Deixe seu e-mail abaixo:
Maravilha!
Verifique seu e-mail agora
Fechar

Chega de passar vergonha com ERROS DE PORTUGUÊS

Receba as dicas e macetes do prof. André Gazola em seu e-mail e nunca mais seja "O ANALFABETO" entre seus amigos.

Seu e-mail nunca será divulgado