Oração E outra oração. Ou coordenadas sindéticas aditivas

Escrito por em Gramática

Nós já vimos que as orações coordenadas assindéticas são aquelas que, independentes, separam-se através de um sinal de pontuação. Em outras palavras, não há nenhuma conjunção (palavrinhas como “e”, “mas”, “quando”) que ficam entre elas.

Hoje vamos aprender sobre outro tipo de oração: as coordenadas sindéticas aditivas.

Antes de mais nada, vale dizer que a diferença entre as orações assindéticas e as orações sindéticas é que existe uma conjunção entre elas. Como assim professor? Vamos ver um exemplo de assindética:

Gosto de comer, cantar, dançar.

Note que o único separador é a vírgula. Exemplo de sindética:

Gosto de comer, mas não gosto de fazer exercício.

Repare que entre as duas orações existe uma palavra destacada: “mas”. É isso que chamamos de conjunção, uma palavra que junta duas orações.

Entendido até aí?

Dependendo do tipo da conjunção é que se classificam as orações. No caso das orações sindéticas aditivas, precisamos de conjunções aditivas. Quais são elas? Só duas: e, nem. Aos exemplos!

Você tem porte físico de zagueiro e é muito bom nas bolas altas.

Não durmo, nem assisto televisão, nem jogo baralho e muito menos pulo a cerca, querida!

Note como as palavras destacadas servem para interligar as várias orações. Quando encontramos o “e” ou o “nem” em uma frase, pode ter certeza de que as orações são do tipo sindético aditivo.

Você gostou deste post?

Vai fazer Concurso? Prepare-se com nossos cursos!


18 respostas

  • Alberto Marmontel Leite do Canto

    e ai prof André? o que eu faço com isto? para que serve?

    agradeço

  • Prof. André

    Olá Alberto. O nome da oração, basicamente, não serve pra nada. Estou explicando isso por aqui para aqueles que sofrem com professores que cobram isso em sala de aula.

    O nome não importa, mas o conceito é válido. Ao estudarmos que duas orações podem somar duas idéias através do aditivo “e”, temos uma ferramenta a mais para quando produzirmos nossos textos. Esse é o objetivo de estudar-se as orações: a produção de textos cada vez mais sofisticados.

    Abraços!

  • REGIANE LEMES

    ola.. profª estou estudando pra uma prova de seletiva pra bolsas e nao sei bem o que vai caiu sobre portugues da 8ª serie.. pode me passar algumas dicas…. desde ja agradeço bjinhos!!

    REGIANE LEMES
    VARGINHA/MG

  • Matheus xD

    Muito Bom! ;)

  • Priscilla Vasconcelos

    Muito bom! Estou estudando para prova e ajudou bastante!
    Obrigada *—*

  • Nathalia

    muiito boom (: mais queria saber se não teria alguns exercícios sobre as orações coordenadas sindéticas ? é para um trabalho de escola. obrigada (:

  • Larissa G.

    e entendi perfeitamente esses exemplos, porém eu ainda não entendo os outros tipos de conjunções nem os outros tipos de orações sindéticas.

  • Larissa M.

    Muito obrigada,meu ajudou muitoooooo mesmo !

  • ia

    muito bom…!
    + queria saber porque vc so botou as orações coordenadas aditivas e as alternativas,explicativas,conclusivas e etc…..??!??!??!?!?
    estou presisando

  • Mauricio Paz

    isso caiu no vestiba aki da minha city!
    vlw pelo post
    :)

  • vanessa

    vlw fessor foi muitoo boom essa sua
    explicaçao

  • Gecylene Verdan

    Estou adorando este site, está me ajudando muito!!!

  • Willian

    vc ta melhor em explicação que meu professor
    Q é o melhor professor q ja tive!

  • JACI

    Olá professor gostaria que vc me ajudasse, estou estundando orações coordenadas e preciso passar algumas atividades só que eu não sei a resposta correta de algumas, gostaria que se vc pudesse as mandasse o mais rápido posssível.

    1.Assinale a alternativa em que não se altera o sentido da oração destacada em: “Cinco bombas foram lançadas ontem contra a embaixada da China na capital peruana, MAS SÓ CAUSARAM DANOS NO INTERIOR DO IMÓVEL.”

    (a) porque só causaram danos no interior do imóvel. (d) portanto só causaram danos no interior do imóvel.
    (b) de sorte que só causaram danos no interior do imóvel. (e) todavia só causaram danos no interior do imóvel.
    (c) quando só causaram danos no interior do imóvel.

    2. “Os pais incentivaram os filhos para a leitura; estes, contudo, pouco leram.” A conjunção expressa idéia de:

    (a) conclusão (b) oposição (c) alternância (d) adição (e) explicação

    3.) O período em que o conetivo estabelece uma relação de idéias diferente das demais é:

    (a) O registro verbal de cultura está no livro, portanto ele é um instrumento básico na educação.
    (b) O livro fixa o patrimônio histórico, cultural e científico da humanidade, logo ele é um instrumento básico na educação.
    (c) Todos devem ter acesso ao livro, pois ele é um instrumento básico na educação.
    (d) O livro propicia acesso aos bens culturais, por isso ele é um instrumento básico na educação.
    (e) A aquisição de novos conhecimentos é proporcionada pelo livro, por conseguinte ele é um instrumento básico na educação.

    4. A conjunção portanto pode preencher adequadamente a lacuna nos seguintes períodos, exceto o da alternativa:

    (a) A universidade forma profissionais; ela presta, ————— , um serviço à sociedade.
    (b) Os egressos da universidade possuem uma formação aprimorada; podem implementar, ————- , as soluções exigidas pela sociedade.
    (c) A universidade não é uma agência prestadora de serviços, —————– não deve resolver os problemas sociais como instituição.
    (d) A universidade resolve os problemas da sociedade a longo prazo, ————- forma homens capazes desta tarefa.
    (e) Existe uma crise na civilização hodierna, ————– indivíduos e agrupamentos sociais encontram-se perplexos, frustrados e angustiados.

    5. Vimos em sala que as orações coordenadas são aquelas que não dependem umas das outras e que se classificam em assindéticas e sindéticas. Diante dessa informação, leia o período abaixo e marque o item que classifica corretamente as orações na respectiva seqüência em que elas se encontram.

    “Teresa gostava de Simão, mas seus pais eram contra, pois as famílias eram inimigas.”
    (a)Assindética — Sindética Explicativa — Sindética Adversativa.
    (b)Sindética Adversativa — Assindética — Sindética Alternativa.
    (c)Assindética — Sindética Adversativa — Sindética Explicativa.
    (d)Sindética Conclusiva — Sindética Aditiva — Assindética.
    (e)Sindética Aditiva — Assindética — Sindética Explicativa.

    6. Acompanhar as mudanças ocorrentes no mercado não basta, POIS ; nós precisamos nos adiantar aos acontecimentos e identificar novas oportunidades de marketing, o que nem sempre é facilmente visível.
    Com relação à palavra destacada acima, é correto afirmar que:

    (a) é uma conjunção conclusiva, pois exprime idéia de conclusão.
    (b) é uma conjunção explicativa, pois exprime idéia de explicação, justificação.
    (c) é uma conjunção causal , pois exprime idéia de causa.
    (d) é uma conjunção adversativa, pois exprime idéia de oposição.
    (e) é uma conjunção aditiva, pois exprime uma idéia de adição.

    7. Indique a alternativa que não apresenta problemas de coesão por causa do mau uso dos articuladores oracionais(nexos):

    a)O diploma não é mais uma garantia de espaço no mercado de trabalho, todavia continuará sendo uma das muitas exigências.
    b)Uma boa parte das crianças mora muito longe, vai à escola com fome, onde ocorre o grande número de desistências.
    c)O sonho é essencial para nossas vidas, portanto, sem o sonho não conseguiríamos lutar concretamente por um mundo melhor.
    d)Talvez o jovem até entenda o mundo, pois não sabe explicar aos velhos a maneira como o entende .
    e)Era orgulhoso; contudo, não aceitou a crítica.

    8. Assinale a alternativa em que o conetivo “e” não possa ser interpretado com valor adversativo:

    (a )Ligou a TV para combater a insônia e dormiu.
    (b) Ele saiu com destino ao cinema e, encontrando Laura, foi passear no shopping.
    (c) Apanhou muito e não chorou.
    (d) Estudou inglês por mais de cinco anos e desconhece a palavra dumping.
    (e) O telefone tocou e, do outro lado da linha, só havia silêncio.

    9. Não digo que já lhe coubesse a primazia da beleza, entre as mocinhas do tempo, porque isto não é romance, em que o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas; mas também não digo que lhe imaculasse o rosto nenhuma sarda ou espinha, não.
    Machado de Assis. Memórias póstumas de Brás Cubas.

    No período acima, “porque” e “mas” introduzem, respectivamente, as idéias de :

    (a) causa e explicação (b) explicação e adição (c) causa e oposição (d) oposição e conseqüência (e) causa e conseqüência

  • pedro

    qual e o nome da oraçãoo coordenada que não tem conjução

  • Flavia Silvaa'

    Muitoo bom passei aque pra estudar..
    Hoje mesmoo vou ter prova de portugues e naun sabiia nada disso.
    Agora fiqeii ligadinha.. Valew ..

  • Mayara

    Muito obrigada,vlw mesmo !
    As página da internet precisam mais de estudos como esse para nos ajudar !

  • patrik

    eu gostei muito desse site pois aprendi muito com ele.



Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>